segunda-feira, 26 de março de 2012

Episódio 4: Fique bem

Manoela saiu da sala e encontrou com a mãe no corredor conversando com a mãe de Vini e disse que ia ligar para Samantha.

– Mãe,eu vou ligar pra Sam,ela ainda não sabe que aconteceu isso.
–  Ok filha,boa ideia pode ligar.
–  Meu celular tá com você?
–  Sim,aqui na bolsa,pega.
–  Obrigada !

–  Começo da ligação  
–  Samantha onde você tá? 
–  Oi Manu,porque esse desespero está tudo bem?
–  Não muito,o Vini tá aqui no hospital. 
–  Oque aconteceu com ele? Quem tá ai? –  Sam diz desesperada.
–  Aqui só tem eu,minha mãe e a mãe do Vini. –  Diz Manu.
–  Tô indo aí agora,quando eu chegar quero a história inteira !

Sam diz oque aconteceu pra Guto,cheia de desespero querendo ir pra lá rápido,então pedi desculpas a Guto por ter que sair assim.

–  Magina Sam,pode ir ele é seu amigo eu entendo. Então,tchau.
–  Obrigada.
Samantha então dá um abraço super apertado em Guto e se despede dele muito triste.

Enquanto Sam não chegava,Manoela fazia um pequeno pedido para Deus com lágrimas escorrendo de seus olhos todos vermelhos:


‘‘Ei Deus porque não faz meu pequeno melhorar logo? Ele é sempre tão na sua,ele é meu anjo sem asas,me ajuda e me faz rir quando estou mais triste e me ajuda mesmo quando eu não preciso,eu vejo ele assim e não posso fazer nada,eu só posso olhar e falar com ele,mesmo se talvez ele não me ouça falar,por favor. Eu vou dormir hoje pedindo a você Senhor,que cuide dele enquanto eu não estiver por perto,ele precisa de mim e eu não vou fugir agora quando ele mais precisa de ajuda.’’


Depois de 40 minutos Samantha finalmente chega ao hospital e encontra a mãe de Vini da recepção e vai correndo perguntar oque aconteceu.


–  Oi Lúcia,oque aconteceu com Vini? Me diz por favor,preciso muito saber.

–  Oi Samantha minha filha,sabe ele sofre bullying e hoje foram longe demais espancaram ele e ele não conseguiu reagir pois estava sem forças.  – Diz mãe de Vini chorand.
–  AI MEU DEUS! NÃO ACREDITO,FOI LONGE DEMAIS JÁ. –  Diz Samantha desesperada com os olhos enchendo de lágrimas.
–  Vo-você quer ver ele? –  Diz mãe de Vini gaguejando.
–   Claro que sim. –  Diz Sam em voz baixa e triste.
–  Então vamos,acho que ele quer te ver.

Lúcia(mãe de Vini) leva Samantha até a  sala em que seu filho está internado e deixa ela a sós com ele. Então Samantha decidi conversar um pouco na esperança que ele a ouça.

‘‘Oi Vini,oque aconteceu contigo? Por favor,se recupere logo,vou pedir pra Deus cuidar muito bem de você para que você possa sair logo daqui,é ruim te ver assim e não poder fazer absolutamente nada,só te olhar. Quem fez isso contigo foram uns retardados sem coração e sem sentimentos e se eu pudesse eu faria isso com eles também. Quero muito que fique bem,e quando isso acontecer eu vou cuidar de você todos os dias em sua casa.’’


Pensamento do Vini:
‘‘Sam,minha pequena Sam que mesmo estando mal tenta de qualquer forma ajudar os amigos e sempre tenta deixar eles em primeiro lugar em sua vida. Se você for cuidar de mim mesmo,quero ir pra casa logo receber teus carinhos e afetos,pois você é muito importante pra mim e quero que saiba disso,mas infelizmente tu não pode me ouvir,mas se eu conseguisse falar diria que tu é minha,minha pequena.’’ 


Samantha chega mais perto de Vini e lhe dá um beijo da bochecha e um abraço nele e com lágrimas nos olhos se despede dele e diz para que ficasse bem. Então saiu,pois o tempo de visita já tinha acabado,já era um pouco tarde.

Ao sair da sala ela encontra Manoela,Fabiana(Mãe de Manu) e Lúcia(Mãe do Vini) sentadas num sofá que tinha ali no corredor e diz que já vai embora,pois o horário já tinha acabado.

–  Gente,estou indo embora,o tempo de visitas já acabou. – Diz Sam.

–  Ok,pode ir eu vou dormir aqui com meu filho. – Diz Lúcia com voz tremula.
–  A gente também vai embora Sam. –  Diz Fabiana
–  Então vamos. Se não vou começar a chorar de novo. – Diz Sam com pequeno sorriso no rosto.

Dali,elas foram para casa no carro da mãe da Manoela e direto pra casa de Manu conversar um pouco mais da situação de Vini e outras coisas que eram importantes de como ajuda-lo e acabar com esse tal de "bullying".

~CONTINUA~